Três dicas fáceis para captar voluntários

Você já teve problemas para encontrar voluntários para a sua Organização da Sociedade Civil (OSC)? Ou quem sabe existem voluntários, mas você não sabe em que função você pode colocá-los? Parece meio óbvio, mas, muitas vezes, não fica claro para quem vive o dia a dia da OSC o que um voluntário pode construir junto com a instituição.  

Saiba que a sua organização não é a única a ter algumas dúvidas sobre isso. Por isso, vamos dar três dicas práticas para sua ONG captar voluntários.


Confraternização de Voluntários Internos - ONG Parceiros Voluntários


1. Avalie a sua necessidade

Antes de você abrir as vagas para captar voluntários, é necessário definir onde a sua instituição vai acolhê-lo. Converse com a equipe da sua OSC e faça um levantamento sobre sugestões, dificuldades e ideias.

Por exemplo, pense sobre quais atividades ele pode realizar. Se existe alguma demanda, ou seja, a ONG precisa de algum reparo, pintura ou uma horta? E, principalmente, o que vai melhorar a vida do beneficiário da instituição?

2. Defina o perfil de voluntário.

Ao avaliar o que é necessário, a próxima etapa é pensar sobre as características que o voluntário deve ter. Observe se é necessário ter um conhecimento específico, por exemplo, se for uma atividade para recreação, não precisa necessariamente ser um pedagogo ou professor, mas alguém que goste de crianças, seja animado e seja criativo.

3. Descreva a vaga na plataforma da Parceiros Voluntários.

Após identificar o que a sua Organização da Sociedade Civil espera do voluntariado, é preciso saber comunicar isso. Por isso, seja direto ao descrever a vaga, pois as pessoas gostam de saber o que efetivamente vão fazer. Mas não esqueça de cativar quem pensa em voluntariar!

Humanize a descrição. Escolha uma boa imagem que ilustre essa atividade. Conte com qual público essa pessoa vai conviver.  Lembre-se: pessoas envolvem-se por pessoas!

Após colocar em prática estas três dicas, você vai chegar em quem está procurando fazer o bem. Assim, a sua ONG constrói uma relação positiva desde o início com este voluntário, ele vai estar mobilizado por meio de valores como solidariedade e participação e, possivelmente, vai ficar feliz em colaborar!